quinta-feira, 23 de abril de 2015

Prazer, meu novo eu.


Ando meio assustada com a forma que estão me vendo. As pessoas adoram meu cabelo que antes era loiro e eu amavaaa o loiro branco que era, e agora tão curtinho que sério nem eu imaginava que iria gostar tanto.
O curto é fácil, prático, super econômico...não gasto com reparadores, condicionadores e todas as coisas e trecos que eu era escrava quando loira.
Mas repito, amooooooo o loiro!!
Ninguém nunca me disse que eu loira era feia, mas nunca ouvi tanto "como está bem morena!" ou ainda..."como o curtinho ficou lindo!"
E o susto é por simplesmente não me achar nem um pouco bonita, pelo contrário, me acho bem sei lá. O oposto das lindas, decididas e gatas que conheço....mas isso é outro papo.
Mas tá bom, vou curtir a fase boa e tudo bem, vou manter o castanho por um bom tempo eu acho!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Tá tudo bem!



Mas olha que hoje vou fazer esta postagem em agradecimento, e nunca vou parar de agradecer, nem adianta reclamar. Em agradecimento a todos que me ajudaram ou financeiramente, ou rezando por mim, ou torcendo, ou de qualquer forma que exista de ajudar alguém. Garanto que nunca vou esquecer o que foi feito por mim...não sei se por merecimento, não sei mesmo. O que posso garantir também é que de alguma forma vou sempre ajudar alguém, e que podem sempre contar comigo.
Mas o real motivo foi um comentário, e tenho certeza que não foi maldoso pois quem o fez é uma pessoa linda que convive comigo todos os dias. O comentário foi: "Mas Lavi, você está cheia de dinheiro!, imagina, tudo o que você ganhou com as rifas!" Tive que rir! E explicar.
Será que alguém acha realmente que estou com grana sobrando?
Puxa vida... A verdade é que não estou não. Não digo que estou passando necessidades, não estou!
Estou vivendo como sempre, estou trabalhando, o Mário também, vivemos conforme nossos ganhos, isso como sempre foi desde que me mudei para Santa Maria. O que ganho é suficiente para me manter graças a Deus e juntos ganhamos o suficiente para vivermos...como a maioria dos brasileiros...lutando e tudo bem.
Houve um imprevisto, um aneurisma cerebral. O primeiro atendimento foi pago com uma ordem judicial, os advogados que entraram foram pagos com doações de meus chefes, de meus amigos e familiares.
Tudo ia correndo bem...uns dias em coma, uns drenos para tirar o sangue do cérebro, uma clipagem e uma embolização. Remédios que foram comprados e que também me foram doados, alguns pelo meu primo Felipe que trabalha no Albert Einstein, foram doadas outras coisinhas que tive que usar durante o pós operatório. Tomei alguns medicamentos, enfim...tudo caminhando para minha recuperação. Passei alguns meses mais dormindo do que acordada, quando acordada fiquei como uma pessoa especial, sem reflexos e sem noção do que dizia e fazia. Era eu fisicamente mas mentamente não.
Daí veio um outro probleminha, a hidrocefalia. Para isso teria que colocar uma válvula do cérebro ao pâncreas e essa cirurgia custaria R$30.000,00. Como todos devem saber não tenho esse dinheiro e uma outra ação judiciária demoraria muito tempo, o que agravaria meu estado e consequentemente aumentaria as chances de eu ter sequelas. Lembrando que não tenho esse valor, nem 1% deste valor, nem nada.
Com isso tive o Mário desesperado tentando ter uma idéia de como conseguir todo esse dinheiro.
E assim começaram as ações...
A minha vizinha querida Karina que emprestou uma conta para as doações, conta que já foi devolvida.
Minha minha amiga Luciana Matteucci criou um grupo no facebook pedindo doações, e assim amigos que estudaram comigo desde a primeira série do primeiro grau, dos colégios São João Gualberto e Pré Médico até amigos da PUC SP onde concluí Ciências Econômicas, meus primos e tios, meus irmãos, assim começaram as doações.A Lú veio lá de Vacaria me visitar, assim como meu padrinho Raimundo e minha mãezinha e meu irmão lindo Gui e minha irmã gatíssima Jaque.
Depois o Royal Plaza Shopping, junto com as queridas Vivi e Caren que criaram uma rifa, Sr Rui, meus chefes, minhas meninas do La Santa, lojistas, vendedores, seguranças, todos, todos mesmo, a Rosana da Empório Benegusto doou uma cesta, o Sr Sabino, gerente da Lojas Amerianas, um tablet, a Xanda doou uma bota Via Uno e uma bolsa Carmen Steffens...tudo para uma das rifas e foram vendidos vários números, tanto para amigos daqui de Santa Maria como para amigos de São Paulo e amigos de Curitiba, de Minas, de Pelotas, e pessoas que não conheço e que conheço, muita gente me ajudou...e de grão em grão foi indo.
A minha amiga linda Michelle Lawder fez outra rifa com as criações que ela faz lindamente da ofnahshop.com
A lindona da Gabriele Schillo que comprou uma cesta da Cacau Show e fez outra rifa.
A minha irmã Jaqueline que fez um leilão de uma bolsa e uma jóia doados pelas amigas dela...uma delas, a Edna me mandou vários lenços lindos...não me gostei careca e os lenços me ajudaram demais.
O meu amigo Ivanzinho ganhou um dinheiro num bolão e me doou.
A amigos como a Silvia e Karen que tiveram problemas e se colocam no lugar do outro...hoje estou muito assim também.
A Josinha que perdeu aula pra ficar comigo no hospital.
A Jaque, Jeff, Gabi, Édila, Giltiere, Bonilha, Angélicas, vou esquecer alguém com certeza.
Minha cunhada, sogro e sogra que estiveram e estão do meu lado.
Fui amparada por duas apresentadoras aqui de Santa Maria....a Cris Gonçalves do programa Carpe Dien e Nathalia Ruviaro do programa Rosa Shock. Vocês são muito especiais!
A Mara Rasquim e dona Mika que rezaram e fizeram missas pela minha saúde.
E ao meu amigo querido e especial Adriano do Canto que divulgou, esclareceu, me ajudou demais e já devia uma pra ele pois foi graças a esse ser especial que conheci o Mário! Posso dizer que te amo né! E amo a Chica também!
Fui operada dia 4 de agosto, minha ultima cirurgia para colocar a válvula.
Graças a Deus e a muita gente e a todo mundo eu consegui pagar, a cirurgia que não custou os R$30.000,00 e sim quase R$ 40.000,00.
Sobrou um pouquinho sim, que já foram gastos em consultas e exames...já que só agora fiz um plano de saúde e quem está pagando metade é minha irmã, mas logo vou conseguir pagar o valor integral e deixar a Jaque gastar com ela o que ela está gastando comigo.
Uma consulta médica custa R$ 300,00 e os exames um pouco mais que isso.
Então mais ou menos é isso....estou com a grana que ganho pelo meu trabalho que amo! Sou sortuda demais! Recebo por fazer o que gosto e trabalhar no que gosto!
Eu e Mário trabalhamos e conseguimos nos manter...não tenho nada a reclamar, só tenho a agradecer.
E todos os dias alguém me dá um beijo feliz por eu estar bem.
E todos os dias agradeço a Deus por ter me dado a vida e aos meus amigos por estarem do meu lado.
Só agradecer tudo!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Meus 39 anos!


É hoje! 13 de novembro! E hoje tenho o que comemorar!
A primeira filha de uma portuguesa linda que trabalhando de manicure conheceu o masseiro que veio do Nordeste e trabalhava no restaurante na mesma rua do bairro do Pacaembú em São Paulo.
Criada entre mesas e cadeiras, entre clientes e funcionários num dos ramos mais corridos...o de restaurante. E foi assim, sem sábado, sem domingo nem feriado, trabalhando desde pequena, sem muitas coisas que as crianças têm que ter...enfim.. Foi assim e não vou reclamar disso não.
E o tempo passou e me formei e trabalhei e trabalhei e trabalhei e trabalhei mais um pouco.
Em 2009 larguei essa vida e vim pro Rio Grande do Sul e aqui descobri que poderia trabalhar e viver! E foi aqui que descobri que posso trabalhar e ter alguém e ser cuidada e cuidar também.
E descobri que mesmo de longe posso amar minha família apesar da saudade.
E depois de tudo que passei nesse ano posso afirmar e gritar pra quem quiser ouvir que fiz a melhor escolha da minha vida! Sou feliz, amo meu marido, amo minha vida e amo meu trabalho.
Estou com 39 anos hoje me sentindo mais feliz que aos 19!
Tô viva! E amo a vida!

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

5 anos de casamento!

 Aninho difícil esse 2014...
O bom é que está passando rápido e logo vai acabar.
Não deu para dar nem feliz aniversário nem feliz dia das mães pra minha mãezinha, meu pai internado, eu com as coisas todas que tive...mas o importante é que o futuro vai ser muito melhor.
E o importante é que posso agora comemorar.
Hoje fazem 5 anos que deixei São Paulo para viver aqui em Santa Maria com o Mário...5 anos com o amor da minha vida, isso tenho certeza!
Muitos ainda me perguntavam..."mas sair de São Paulo?"
E o que em São Paulo se tem que aqui não podemos ter também?
E a qualidade de vida não conta?
Sou feliz aqui! Aqui é minha casa e vai ser aqui que vou ficar muito mais anos do que passei em SP...e olha que lá foram 33!
5 anos de casada, cuidada e apoiada. Quando mais precisei ele estava comigo e cada dia mais te amo mais e mais.
E vão ser tantos anos juntos que vou lembrar 2014 não apenas como um ano de tristezas mas também um ano de provas e superações.
Te amo tchóim!

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

É pra frente que se anda!


Olááá!!!
Ando falando pouco de tudo o que passei...e vai ter um momento que não vou falar mais. Às vezes me sinto triste, mas a maioria do tempo estou feliz e esperançosa.
Dia 5 de agosto fiz minha ultima cirurgia, desde lá já retornei 2 vezes ao neurologista que sempre faço questão de dizer o nome, Dr Davidson Alba. Um jovem neurologista aqui de Santa Maria, um médico muito especial. Além de ser um profissional inteligente, aplicado e que com certeza está sempre se atualizando é um ser humano paciente e esclarecedor. Sou muito perguntadeira, e todas as dúvidas foram esclarecidas logo que surgiam...fora que o ânimo e alegria por eu estar recuperada sempre fica estampado quando ele me vê e quando vê o Mario, recuperado e feliz depois dos meses estressantes e tristes que passou em função do meu estado.
Estava de licença até dezembro, mas capaz que eu aguentaria até dezembro em casa! Já dei baixa e estou pronta para voltar ao trabalho! Até fim de novembro estarei no lugar que mais me identifico, que mais amo trabalhar! Minha vontade e ânimo são impossíveis de medir e minha felicidade também!
O único medicamento que estou tomando é o anticonvulsivo fenitoína...tomava 3 vezes ao dia, até ontem 2 vezes ao dia, até 6 de novembro 1 vez ao dia e depois de 22 de novembro acabou! É o fim de uma fase ruim que passei e começo de uma nova etapa, mais feliz e agradecida.
Hoje rezo para agradecer...agradecer por estar viva, mesmo tendo 1% de chance na época, agradecer por não ter nenhuma sequela, mesmo que caso sobrevivesse tinha mais de 90% de chances de ter alguma.
Foi dreno, clipagem, embolização e por fim uma válvula para curar a hidrocefalia. Estou curada e bem!
Obrigada a todos vocês que tinham esperança na minha volta! Que me deram a vida! Que me salvaram! Meus amigos, meus parentes de longe de perto, aos conhecidos e desconhecidos. Ao meu irmã e irmão, pai e mãezinha ..não dá pra falar de todos...todos foram e são muito especiais na minha vida.
Obrigada meu marido, meu amor e companheiro...um homem de fé....puro amor e dedicação a mim...me cuidou, teve paciência e fé, correu pela minha vida e nunca me deixou sozinha.
Obrigada, eu te amo.
Obrigada meu Deus pela segunda chance!
Não vou decepcionar vocês!

Laviolete 

domingo, 19 de outubro de 2014

Liberdade

Todos temos liberdade em nossas escolhas. Todos teremos resultados por termos feito determinadas escolhas. Se escolhi errado vou arcar com as consequências, vou aprender com o erro e melhorar. Se escolhi certo, vou agradecer e poder melhorar ainda mais.
A vida é assim...sem certo e errado, a razão é de todos que tiverem argumentos.
O importante é respeitar a escolha dos outros, respeitar suas decisões.
Voto é livre! Vida é livre! Amor é livre! Posição política é livre! Religião é livre!
Se formos pesquisar a fundo todos os partidos e candidatos, todos serão imperfeitos.
Se pesquisarmos nós mesmo a fundo, com certeza, somos imperfeitos.
Se não for o seu candidato ou partido eleito, não torça contra, torça a favor..o que está em jogo não são só eles, somos todos nós, todos nós seremos governados, independente de nossa escolha.
Vamos fazer o melhor por nós mesmos...atrair pessoas para o nosso lado ao invés de afastar.
Vamolá!


Laviolete

sábado, 18 de outubro de 2014

Dia do médico

Neste ano tão diferente de toda minha vida, onde passei a maior parte do tempo, nos últimos 6 meses, sendo tratada, cuidada.
Agradeço por existirem profissionais exemplares, que salvam nossas vidas e nos tratam. Profissionais que estão conosco desde o dia do nosso nascimento...até nosso último dia.
Obrigada a todos os médicos, muitos nem lembro o nome.
Obrigada dr Davidson Alba, que me atendeu e me salvou. Aos doutores Fábio Fernandes e Ricardo Ribeiro, que estão cuidando do meu pai. Ao Dr Antônio Hahn que cuida do meu sogro.
A amigona do Mário e agora minha amigona também Gabriela Rebelo Miquelino Cunha. Ao meu primo Alipio Naphal... E até agora são os que me recordo.
Obrigada e parabéns!


Laviolete

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Vem!

meu amozitos ama um porquinho!


Vem me dar a sua paz e seu sorriso
Vem me amar pois é tudo o que preciso
Vem me beijar me levar pro paraiso
se eu nao ver o seu olhar
posso perder o juízo
só de pensar em te perder eu me sinto enlouquecido
e se você nao me amar jamais terei o que preciso
meu amor és o meu mar qual eu olho embevecido
meu amor mesmo sem lutar eu ja me sinto vencido
pelo seu olhar amor, pelo seu sorriso,
eu perco o ar, só de pensar que podes ter me esquecido,
por isso vim te dizer amor
que te amarei no amanhecer no entardecer no anoitecer
até quando eu morrer amor amarei voce….



Laviolete

domingo, 12 de outubro de 2014

Mais um dia


Quais suas chances
Quais seus sonhos
Quais suas prioridades

Você tem receio de algo
Medo
Covardia

Quem vai te tirar isso
Quando
Como

Meus medos estão indo
Aos poucos
Devagar

Assim vou indo
A vida me leva
E tudo acontece

O que tem que ser será
Ninguém pode mudar isso
Um dia por vez
  
Laviolete


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Minha segunda chance..

Vou fazer um breve relato do que passei esse ano...
Não que eu queira me esquecer deste ano..por um lado quero sim, mas por outro devo me lembrar pois, apesar do acontecido, muita gente nova entrou na minha vida e muitos que eu não via a anos voltaram a minha vida e meus amigo, bem...meus amigos eu já sabia que eram meus amigos. Sou daquelas que quando gostam fazem tudo, e, quando não gosto, não consigo ser falsa. Muitas vezes fui criticada por sempre dizer o que penso, nunca falei pelas costas, essas coisas todas que existem por aí...
Este ano foi ano que começou bem, novas oportunidades no meu trabalho que agarrei e fiz o meu melhor pois além de amar o que faço sempre fui reconhecida pelos meus superiores, tinha planos de ser mãe até o fim do ano que vem, e já estava elaborando minha vida para conciliar o trabalho com essa nova fase. Tenho como exemplo minha mãe que não deixou de trabalhar para ter o Guilherme e minhas tias que tiveram seus filhos e os criaram apesar de trabalharem...estava planejando e traçando meu futuro para realizar o desejo que sempre tive de ser mãe. Só adiei essa decisão pelo simples fato de querer um pai presente e exemplar para meu filho. E isso eu tenho certeza que tenho! Meu marido é o melhor marido que alguém pode ter..está e sempre esteve do meu lado..nos bons e não tão bons momentos.
Meu ano começou bem e tudo foi bem...até dia 19 de abril, mais precisamente véspera de Páscoa. Fui no aniversário da irmã de minha sogra, Dona Zilá, que também é avó de um dos meus chefes...uma senhora muito querida que estava comemorando seus 90 anos. Já havia tempos que tinha dores de cabeça quase diariamente, isso bem antes de eu vir morar em Santa Maria....mas naquele dia senti uma dorzinha bem mais forte, foi como uma faca atravessando meu crânio, uma dor horrível e foi na casa da Dona Zilá. Falei para meu marido e para o meu chefe...eles me levaram imediatamente para um hospital público aqui e Santa Maria, a UPA, o meu atendimento por uma médica foi assim: sua pressão e batimentos cardíacos estão normais, aqui o atendimento é só para ambulâncias, você tem que ir lá na frente e esperar atendimento. Eu chorando e quase desmaiando disse que não poderia que estava me sentindo muito mal e com muita dor. Ela me deu um analgésico e depois disso nada mais me lembro. Me disseram que, a médica que me atendeu disse que eu estava com uma crise de stress e me mandou de volta para casa...passei a noite e voltei na manhã seguinte, não existia atendimento para meu caso ali, enfim... não me socorreram. Eu não tenho plano de saúde nem sou rica, mas a filha da Dona Zilá, a madrinha do Mário e outros parentes de minha sogra me socorreram, me levaram ao Hospital de Caridade aqui de Santa Maria.  Segundo o neurologista, dr Davidson Alba, cheguei já em coma, com aneurisma no nível 4...
Segundo vi na wikipédia o nível é de 1 a 5
1º Grau: Dor de cabeça leve e leve sensibilidade à luz. Chance de Sobrevivência 80%
2º Grau: Forte dor de cabeça, forte sensibilidade a luz, pequena preguiça. Chance de Sobrevivência 60%
3º Grau: Forte dor de cabeça, forte sensibilidade à luz, preguiça forte. Chance de Sobrevivência 50%
4º Grau: Começo de estado vegetal. Chance de Sobrevivência 20%
5º Grau: Coma Profundo, moribundo. Chance de Sobrevivência 10%

Volto a dizer, não me lembro de nada...fui montando minha história conforme foram me contando. 
Fiz 3 cirurgias , para tirar o sangue do cérebro, e fazer a clipagem do aneurisma. Fiquei na UTI em estado gravíssimo. Depois de 25 dias internada voltei para casa...minha família, mãe, irmã e irmão, padrinho e muitos amigos, meus chefes todos me acompanharam desde a internação e com muita tristeza, principalmente quando fui internada. O dr não sabia se haveriam sequelas, nem se eu sobreviveria...o risco era muito grande....

Fiquei em casa todo o tempo e precisava de uma nova cirurgia...para colocar uma válvula, como disse anteriormente não somos ricos... Assim A Caren e a Vivi elaboraram uma rifa, graças a doações do Sr Sabino que doou um tablet, da Rosana que doou uma cesta de importados e da Xanda que doou uma bolsa Carmen Steffans e uma bota Via Uno...para arrecadar o valor, R$ 30.000,00. Muitas pessoas compraram a rifa, muitas pessoas doaram algum valor, alguns amigos fizeram outras rifas, alguns fizeram leilões, doando bolsas e outras coisas.. E alguns que não tinham condições, oraram por mim. Os meus chefes me deram todo apoio e até hoje me dão apoio e olham por mim. Meus amigos querem saber como estou, minha família está mais aliviada e tranquila por saber que não estou em São Paulo mas o atendimento e atenção que estou tendo aqui é tão bom ou melhor do que teria em São Paulo.
Não consegui agradecer a todos ainda...não sei como vou agradecer. Mas com certeza não vou decepcionar ninguém.
Estou focada da minha recuperação e em ser feliz!
Ontem fui ao consultório do Dr Davidson Alba e ver que ele estava feliz com minha recuperação me deixou mais feliz, levei um papel com a lista de dúvidas que tinha pois, se fosse pesquisar sobre aneurismas cerebrais na internet nem era para eu estar aqui hoje escrevendo. 
Ainda vou continuar tomando fenitoína, para casos de convulsões, e depois ele vai tirar gradativamente..então vou levar mais uns meses de recuperação. 
As dores no pescoço são normais, minha musculatura se foi, fiquei meses deitada, assim como toda musculatura. Perguntei se precisava de fisioterapia, ele me disse que não era obrigatório, com o tempo vou melhorar, mas se quiser fazer não é ruim. Fiquei um pouco mais medrosa, acho que o dr apertou demais meus parafusos, nunca tive medo de nada! Bem que o Diego disse para ele deixar uns dos parafusos menos apertados rs.
Ontem vi de novo meus chefes, Eduardo, Diego e Yuri...meu Deus que saudades me dá!
Cada abraço fico mais feliz...agradeço a Deus a segunda chance que me deu.
Tô careca...por isso o lenço rs!
Segundo o Dr estou ótima, me recuperando bem! Não tive sequelas, nenhuma sequela! Ando, falo, como, leio, escrevo. Só tive um apagão de memória do dia 20 de abril até 5 de agosto, dia da minha ultima cirurgia. O resto lembro tudo direitinho, tanto antes como depois. Pedi para o Mário avisar meus chefes que acho que faltaria alguns dias...não tinha ainda noção do que havia acontecido nem que dia ou mês eram.Quando o Mário me disse dia 5 de agosto fiquei desesperada! Meu Deus o que fiz nesse meses todos?
Mas agora já está terminando...mais alguns meses e estarei melhor do que antes...disso tenho certeza.
Faço tudo o que fazia antes. Só estou um pouco lenta ainda, precaução e medo, estou indo devagar para ficar tudo bem. Estou em fase de reconstrução..rs.
Obrigada a todos!
Desde os que oraram por mim atém os que me ajudaram financeiramente. 
Nunca me esquecerei!

Laviolete