quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Amor...amor...amor


O amor passa por fases distintas, como muitas outras coisas que fazem parte da vida. Assim que se inicia, ele é como um conto de fadas, nada parece estar fora do compasso, tudo flui de modo harmonioso e perfeito.

Mas, como a perfeição é um ideal que só existe em nosso desejo, à medida que começam a se desfazer as ilusões e fantasias criadas em nossa mente, o lado contrário começa a surgir. O encantamento inicial é substituido pela decepção e um sentimento de que nossos sonhos foram traidos. Além disso, as qualidades que enxergávamos no outro, passam para o segundo plano e os defeitos assumem uma posição de destaque. Se nosso lado sensato consegue predominar, ultrapassamos esta etapa e passamos a enxergar nosso par exatamente como ele é, um ser humano que, assim como nós, vivencia acertos e tropeços.

Aqueles que, ao contrário, ainda se encontram imaturos, insistirão em buscar o ser perfeito que, acreditam, virá realizar todos os seus sonhos. E sentirão muita raiva e frustração ao descobrirem que a pessoa na qual depositaram todas as suas esperanças, não conseguirá realizar os seus desejos.

Amar exige um conhecimento profundo de si mesmo, pois somente deste modo poderemos entender e conhecer outro ser humano. A única possibilidade de alcançar equilibrio na relação com o outro é aceitá-lo como é e mostrar-se sem qualquer disfarce. Somente quando abandonamos a fase da ilusão e vivenciamos o amor de forma madura é que podemos vislumbrar a real dimensão que ele pode assumir, e experimentá-lo como uma das mais gratificantes experiências que a vida tem a nos oferecer.....

O amor é assim....

Cansado das falsidades, cansado das máscaras, cansado de mostrar faces feitas e não verdadeiras às pessoas, e continuamente reprimindo seu ser...queremos alguém com quem possamos ser nós mesmos totalmente...relaxados, à vontade, tranquilos. Assim, se você ama uma pessoa, desde o início, nunca seja não verdadeiro. Se o amor desaparecer, é melhor que o relacionamento seja quebrado. Ele tem que ser quebrado...porque não há qualquer sentido em tal relacionamento. Se a sua verdade for aceita, se você for aceito, somente então este é um amor que vale a pena. Então você cresce através dele. ... Em um simples momento, o outro pode mudar completamente. Ele estava muito alegre e pode se tornar muito triste. Mas a humanidade é assim. Isso traz uma profundidade, traz surpresas e um tempero... Caso contrário, a vida seria muito entediante. Tudo isso é belo. Tudo isso são notas de uma grande harmonia. E quando você ama uma pessoa, você ama essa harmonia e aceita tudo que compõe essa harmonia.

Algumas vezes está chovendo, outras vezes o céu está escuro e cheio de nuvens, e outras vezes as nuvens desaparecem e ele fica repleto da luz solar. Algumas vezes é muito frio e outras vezes é muito quente. E exatamente desse mesmo jeito, o clima humano vai mudando, todas as coisas vão mudando. Quando você ama uma pessoa, você ama todas essas possibilidades. Infinitas são as possibilidades.

Assim, seja verdadeiro e ajude-o a ser verdadeiro. Então o amor se torna um crescimento. Caso contrário. O amor pode se tornar uma coisa muito venenosa.

Não destrua o amor....

Ele é destruído por uma pessoa não autêntica, por uma falsa face. O amor somente é possível quando existe a liberdade de você ser você mesmo, sem qualquer vigilância, sem qualquer restrição. Você simplesmente está fluindo. O que você pode fazer? Quando você está rancoroso, você está rancoroso. Quando as nuvens estão no céu e o sol está brilhando, o que você pode fazer? E se a outra pessoa compreende e ama você, ela aceitará, ela o ajudará a sair das nuvens... porque ela sabe que isto é apenas um clima que vai e vem...estes são apenas humores, são fases passageiras, e por trás dessas fases passageiras está a realidade, o espírito da pessoa, a alma.


****3 meses****

Um comentário:

  1. eu não entendi, mas um dia tu me fala o que significou esse texto.

    ResponderExcluir

dreams....sweet dreams